By Dr. Jim Egli,  Small Groups, Big Impact The practice that impacts the health and growth of a small group the most is the prayer life of its leader If you want a vibrant and growing small group, consistently take time to grow in your relationship ...
‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ ‌ 

Healthy Small Group Leaders Spend Time with God


coaches_JimEgil

By Dr. Jim Egli,  Small Groups, Big Impact

The practice that impacts the health and growth of a small group the most is the prayer life of its leader If you want a vibrant and growing small group, consistently take time to grow in your relationship with God!

Jesus said: “Keep on asking, and you will be given what you ask for.” (Luke 11:9) “Listen to me! You can pray for anything, and if you believe, you will have it.” (Mark 11:24) Countless other passages tell of the power of prayer. But if the words of the Bible don’t convince you, perhaps our statistical results will!

Our research, involving thousands of small groups, dramatically underlines the simple Biblical truth: When we pray, we see God do awesome things! If you want others drawn to Jesus and their lives changed, pray. If you want Jesus’ life flowing to you and through you, draw near to him. Life-giving ministry depends on God and his abilities, not on you and your abilities!

Why does the leader’s prayer life influence all dimensions of a small group’s life? Why is prayer so pivotal in making Jesus’ love real to new people? Statistical analysis usually tells us the “what” but not the “why.” In this case, as in most others, we are left to speculate the reasons why. In many small group seminars, we have asked small group leaders themselves why they think that praying leaders have the healthiest and most evangelistically effective groups. They have been quick to offer these possible reasons:

  • People experience God’s presence in small groups soaked in prayer. As we take time with God, his empowering and healing presence is released.
  • Group members and guests sense genuine care from leaders who consistently pray for them.
  • Christ’s joy is evident when people are taking time with Him.
  • Praying leaders receive direction from God for their group and their group meetings.

Their suggestions express part of the answer, but perhaps Jesus’ own words in John 15:5 explain it best: “Yes, I am the vine; you are the branches. Those who remain in me, and I in them, will produce much fruit. For apart from me you can do nothing.” (John 15:5) Statistical analysis says the same thing that Jesus does—fruitfulness results from a vital relationship with Him.

How a small group leader spends his time is pivotal to his group’s health and growth. Time spent with God and time spent with small group members and non-Christian friends help produce a vibrant small group. On the other hand, we were surprised to discover that the amount of time spent preparing the Bible lesson shows no correlation whatsoever to small group growth. In other words, the leaders who spend five hours preparing the Bible lesson for their groups have groups that grow no faster than the leaders who spend five minutes preparing the lesson! Amazing but true.

As pessoas experimentam a presença de Deus em pequenos grupos embebidos em oração. À medida que passamos tempo com Deus, sua presença fortalecedora e curadora é liberada.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Líderes de Pequenos Grupos Saudáveis Passam Tempo com Deus

Por Dr. Jim Egli, blog retirado do livro de Egli Small Groups, Big Impact

A prática que mais impacta a saúde e o crescimento de um pequeno grupo é a vida de oração de seu líder. Se você quer um pequeno grupo vibrante e em crescimento, reserve um tempo consistentemente para crescer em seu relacionamento com Deus!

Jesus disse: “Persisti em pedir, e ser-te-á dado o que pedes.” (Lucas 11:9) “Ouça-me! Você pode orar por qualquer coisa, e se você crer, você terá.” (Marcos 11:24) Incontáveis outras passagens falam do poder da oração. Mas se as palavras da Bíblia não o convencerem, talvez nossos resultados estatísticos o façam!

Nossa pesquisa, envolvendo milhares de pequenos grupos, sublinha dramaticamente a simples verdade bíblica: quando oramos, vemos Deus fazer coisas incríveis! Se você quer que outros sejam atraídos por Jesus e suas vidas sejam mudadas, ore. Se você quer que a vida de Jesus flua para você e através de você, aproxime-se dele. O ministério que dá vida depende de Deus e de suas habilidades, não de você e de suas habilidades!

Por que a vida de oração do líder influencia todas as dimensões da vida de um pequeno grupo? Por que a oração é tão essencial para tornar o amor de Jesus real para novas pessoas? A análise estatística geralmente nos diz o “o quê”, mas não o “porquê”. Neste caso, como na maioria dos outros, resta-nos especular as razões. Em muitos seminários de pequenos grupos, perguntamos aos próprios líderes de pequenos grupos por que eles acham que os líderes de oração têm os grupos mais saudáveis e evangelisticamente mais eficazes. Eles foram rápidos em oferecer estas possíveis razões:

  • Os membros do grupo e convidados sentem o cuidado genuíno dos líderes que oram consistentemente por eles.
  • A alegria de Cristo é evidente quando as pessoas passam tempo com Ele.
  • Líderes de oração recebem orientação de Deus para seu grupo e suas reuniões de grupo.

Suas sugestões expressam parte da resposta, mas talvez as próprias palavras de Jesus em João 15:5 expliquem melhor: “Sim, eu sou a videira; vocês são os ramos. Os que permanecerem em mim, e eu neles, produzirão muito fruto. Pois além de mim você não pode fazer nada.” (João 15:5) A análise estatística diz a mesma coisa que Jesus: a fecundidade resulta de um relacionamento vital com Ele.

Como um líder de grupo pequeno gasta seu tempo é fundamental para a saúde e o crescimento de seu grupo. O tempo gasto com Deus e o tempo gasto com membros de pequenos grupos e amigos não cristãos ajudam a produzir um pequeno grupo vibrante. Por outro lado, ficamos surpresos ao descobrir que a quantidade de tempo gasto preparando a lição bíblica não mostra qualquer correlação com o crescimento de pequenos grupos. Em outras palavras, os líderes que passam cinco horas preparando a lição bíblica para seus grupos têm grupos que não crescem mais rápido do que os líderes que passam cinco minutos preparando a lição! Incrível, mas verdadeiro.

Spanish blog:

Líderes celulares saludables pasan tiempo con Dios

Por el Dr. Jim Egli, blog tomado del libro de Egli Small Groups, Big Impact (Grupos Pequeños, Gran Impacto)

La práctica que más impacta la salud y el crecimiento de un grupo celular es la vida de oración de su líder. Si desea un grupo pequeño vibrante y en crecimiento, ¡tómese tiempo constantemente para crecer en su relación con Dios!

Jesús dijo: “Sigan pidiendo, y se les dará lo que piden”. (Lucas 11:9) “¡Escuchadme! Puedes orar por cualquier cosa, y si crees, lo tendrás”. (Marcos 11:24) Innumerables otros pasajes hablan del poder de la oración. Pero si las palabras de la Biblia no lo convencen, ¡quizás nuestros resultados estadísticos lo hagan!

Nuestra investigación, que involucró a miles de grupos celulares, subraya dramáticamente la simple verdad bíblica: ¡Cuando oramos, vemos a Dios hacer cosas maravillosas! Si quieres que otros se sientan atraídos por Jesús y sus vidas cambien, ora. Si quieres que la vida de Jesús fluya hacia ti y a través de ti, acércate a él. ¡El ministerio que da vida depende de Dios y sus habilidades, no de usted y sus habilidades!

¿Por qué la vida de oración del líder influye en todas las dimensiones de la vida de un grupo celular? ¿Por qué la oración es tan fundamental para hacer que el amor de Jesús sea real para las nuevas personas? El análisis estadístico generalmente nos dice el “qué”, pero no el “por qué”. En este caso, como en la mayoría de los demás, nos queda especular por qué. En muchos seminarios de grupos celulares, les hemos preguntado a los líderes por qué creen que los líderes de oración tienen los grupos más saludables y efectivos desde el punto de vista evangelístico. Se han apresurado a ofrecer estas posibles razones:

  • Las personas experimentan la presencia de Dios en pequeños grupos empapados en oración. A medida que pasamos tiempo con Dios, se libera su presencia fortalecedora y sanadora.
  • Los miembros del grupo y los invitados sienten un interés genuino por parte de los líderes que constantemente oran por ellos.
  • El gozo de Cristo es evidente cuando las personas dedican tiempo a Él.
  • Los líderes que oran reciben dirección de Dios para su grupo y sus reuniones de grupo.

Sus sugerencias expresan parte de la respuesta, pero quizás las propias palabras de Jesús en Juan 15:5 lo explican mejor: “Sí, yo soy la vid; ustedes son las ramas. Los que permanecen en mí, y yo en ellos, darán mucho fruto. Porque separados de mí nada podéis hacer. (Juan 15:5) El análisis estadístico dice lo mismo que Jesús: la fecundidad resulta de una relación vital con Él.

La forma en que un líder de grupo celular pasa su tiempo es fundamental para la salud y el crecimiento de su grupo. El tiempo pasado con Dios y el tiempo pasado con miembros de grupos pequeños y amigos no cristianos ayudan a producir un grupo pequeño vibrante. Por otro lado, nos sorprendió descubrir que la cantidad de tiempo que se dedica a preparar la lección bíblica no muestra correlación alguna con el crecimiento de los grupos pequeños. En otras palabras, ¡los líderes que pasan cinco horas preparando la lección bíblica para sus grupos tienen grupos que no crecen más rápido que los líderes que pasan cinco minutos preparando la lección! Increíble pero cierto.

    

Sharing Wisdom (Español abajo)

By Michelle Geoffrey, cell pastor at www.celebrationchurch.org

I don’t know about you, but sometimes I feel overwhelmed by the amount of information at our fingertips.  With our phones, tablets or computers, we can find information on anything in less than a second.  Instead of this prompting me to read, study or listen more, I freeze up. I wait to hear a friend, pastor or leader share with me something that has been a benefit to them.  Lately, I have been sharing about the most recent book I listened to on audio with those I meet with and hope to encourage. (It is Holier Than Thou by Jackie Hill Perry… so good!)

After thinking about this a while, it became a challenge to me.  What am I reading, watching and listening to and am I passing on to others that I lead?  Have I been growing as a leader or have I stopped?  How am I pursuing wisdom on a daily basis?   

With the flood of information that we live in, we have the opportunity to aid those we coach to grow in wisdom and understanding.  Here are some ideas:

  • Scripture – Email out a verse you read and why it moved you, then ask for others to share their take.
  • Podcasts – Share a link with a great podcast that you heard.
  • Blog – Text out a fantastic blog that inspired you.
  • Book – Tell your leaders about how a book you read changed your perspective.  
  • Video – Tag your leaders in a post on a great video that challenged you.
  • Meeting – When you are meeting with a leader ask them what they are reading or listening to!

Proverbs 4:7 (NLT) says, “Getting wisdom is the wisest thing you can do! And whatever else you do, develop good judgment.”  Let’s be wise and not only keep what we have for ourselves, but invest it in those we shepherd.  People are looking at what is out there and if we don’t help them to find the rose among the thorns, they may seek the wrong things.  

So what are you reading or watching?!?!  I’d love to see!  Write in the comments below some of the content you have enjoyed recently.  Let’s grow together. 

Escritura – Envie por e-mail um versículo que você leu e por que ele o comoveu, depois peça a outras pessoas que compartilhem sua opinião.

Korean blog (click here)

Portuguese:

Compartilhando Sabedoria

Por Michelle Geoffrey, pastor de célula em  www.celebrationchurch.org

Não sei você, mas às vezes me sinto sobrecarregada com a quantidade de informações ao nosso alcance. Com nossos telefones, tablets ou computadores, podemos encontrar informações sobre qualquer coisa em menos de um segundo. Em vez de isso me levar a ler, estudar ou ouvir mais, eu congelo. Eu espero ouvir um amigo, pastor ou líder compartilhar comigo algo que tenha sido um benefício para eles. Ultimamente, tenho compartilhado sobre o livro mais recente que ouvi em áudio, com aqueles com quem me encontro e espero encorajar. (Holier Than Thou [É mais sagrado do que você – tradução livre] por Jackie Hill Perry… bom demais!)

Depois de pensar nisso por um tempo, tornou-se um desafio para mim. O que estou lendo, assistindo e ouvindo e estou passando para os outros que lidero? Tenho crescido como líder ou parei? Como estou buscando a sabedoria diariamente?

Com a enxurrada de informações em que vivemos, temos a oportunidade de ajudar aqueles que treinamos a crescer em sabedoria e compreensão. Aqui estão algumas ideias:

  • Podcasts – Compartilhe um link com um ótimo podcast que você ouviu.
  • Blog – Envie um texto para um blog fantástico que o inspirou.
  • Livro – Conte aos seus líderes como um livro que você leu mudou sua perspectiva.
  • Vídeo – Marque seus líderes em um post sobre um ótimo vídeo que o desafiou.
  • Reunião – Quando você estiver se reunindo com um líder, pergunte o que ele está lendo ou ouvindo!

Provérbios 4:7 (NTLH) diz: “Para ter sabedoria, é preciso primeiro pagar o seu preço. Use tudo o que você tem para conseguir a compreensão.” Sejamos sábios e não apenas mantenhamos o que temos para nós mesmos, mas o invistamos naqueles que pastoreamos. As pessoas estão olhando para o que está lá fora e se não as ajudarmos a encontrar a rosa entre os espinhos, elas podem procurar as coisas erradas.

Então o que você está lendo ou assistindo?!?! Adoraria ver! Escreva nos comentários abaixo alguns dos conteúdos que você gostou recentemente. Vamos crescer juntos.

Spanish:

Compartiendo Sabiduría

Por Michelle Geoffrey, pastora celular en www.celebrationchurch.org

No sé ustedes, pero a veces me siento abrumada por la cantidad de información que tenemos al alcance de la mano. Con nuestros teléfonos, tabletas o computadoras, podemos encontrar información sobre cualquier cosa en menos de un segundo. En lugar de que esto me impulse a leer, estudiar o escuchar más, me congelo. Espero escuchar a un amigo, pastor o líder compartir conmigo algo que les haya beneficiado. Últimamente, he estado compartiendo sobre el libro más reciente que escuché en audio con aquellos con los que me reúno y espero alentar. (Es más santo que tú, de Jackie Hill Perry… ¡muy bueno!)

Después de pensar en esto por un tiempo, se convirtió en un desafío para mí. ¿Qué estoy leyendo, viendo y escuchando y estoy transmitiendo a otros que dirijo? ¿He estado creciendo como líder o me he detenido? ¿Cómo busco la sabiduría a diario?

Con la avalancha de información en la que vivimos, tenemos la oportunidad de ayudar a aquellos a quienes entrenamos a crecer en sabiduría y comprensión. Aquí hay algunas ideas:

  1. Escritura: envíe por correo electrónico un versículo que leyó y por qué lo conmovió, luego pida a otros que compartan su opinión.
  2. Podcasts: comparta un enlace con un gran podcast que haya escuchado.
  3. Blog: envíe un mensaje de texto con un fantástico blog que lo inspiró.
  4. Libro: cuénteles a sus líderes cómo un libro que leyó cambió su perspectiva.
  5. Video: etiquete a sus líderes en una publicación en un excelente video que lo desafió.
  6. Reunión: cuando se reúna con un líder, ¡pregúntele qué está leyendo o escuchando!

Proverbios 4:7 (NTV) dice: “¡Lo que realmente importa es que cada día seas más sabio y que aumentes tus conocimientos, aunque tengas que vender todo lo que poseas.” Seamos sabios y no solo guardemos lo que tenemos para nosotros, sino invirtámoslo en aquellos a quienes pastoreamos. La gente está mirando lo que hay ahí fuera y si no les ayudamos a encontrar la rosa entre las espinas, pueden buscar las cosas equivocadas.

Entonces, ¿qué estás leyendo o viendo?!?! ¡Me encantaría ver! Escriba en los comentarios a continuación algunos de los contenidos que ha disfrutado recientemente. Crezcamos juntos.

    

Called for What? (Español Abajo)

By Roberto Bottrel [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available@amazon.com in English, Portuguese, Spanish, Italian, and German)]

If we all agree with the “priesthood of all believers”, it is common ground that all that come to faith have a calling from God. Sure. But what does that really mean? Does your church structure show that? Does it promote this concept? Are the church members living out their calling?

As Christians, we have become used to “believing” a lot of things, but not practicing everything we believe. Jesus calls us fools if we hear his words and do not put them into practice. I don’t want to be a fool and I am sure that neither do your church members. So it is up to us, church leaders, to guarantee that every believer may live out his calling. 

I suggest three basic changes to make this a reality:

  1. Change your own mentality. Start looking at your members as Jesus did to his disciples: he saw potential, greatness, miracle workers, and powerful witnesses, and that God would be glorified through them. Look at them as Paul did: they were his precious children, faithful servants, bearers of the good message, new converts entrusted to lead the new communities. Look at them as Peter did: living stones, a spiritual house, chosen people, a royal priesthood, a holy nation, a people for God’s own possession. After calling the believers all these beautiful things, Peter declares so clearly what this is all for, that we might never doubt it: 

…so that you may proclaim the excellencies of Him who has called you out of darkness into His marvelous light; for you once were not a people, but now you are the people of God;

2. Change the mentality of the church members. Start preaching this principle. Challenge people to go deeper in understanding the implications of it. Draw people closer to God so they can receive revelation from above. Promote prayer and fasting. Invite the Holy Spirit to come and change the hearts. And, please give him the freedom to do so. May we all understand that we were saved “so that we may proclaim…”

3. Change the church structures and programs. Whatever we are doing as a church that does not comply with this is wrong. And we could even push it further – anything that does not promote the main purpose of our life is also wrong. It has become obvious for many leaders that the church became an end to itself since most of the energy, time, and resources are spent to keep it alive. That is not our calling. We are called to multiply ourselves and fill the earth with his image (see my last blog). So, the church needs to be changed. Structures, programs, traditions, rituals, teachings, doctrines. Whatever is in the way, must go or be radically changed. The church must be free to focus on what God has called us to be and do: challenge, train & equip, support, empower and send out all believers to fulfill their calling as royal priests of an amazing God. 

And blessed be His glorious name forever; And may the whole earth be filled with His glory. Amen and Amen (Psalm 72:19)

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Chamado para quê?

Por Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a serem fazedoras de discípulos através de células que multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplicação, o desafio do cristianismo, do líder e da Igreja (disponível na loja central.online no Brasil e em @amazon.com em Português, Inglês, Espanhol, Italiano e Alemão]

Se todos concordamos com o “sacerdócio de todos os crentes”, é consenso que todos os que chegam à fé têm um chamado de Deus. Certo. Mas o que isso realmente significa? A estrutura da sua igreja mostra isso? Promove este conceito? Os membros da igreja estão vivendo seu chamado?

Como cristãos, nos acostumamos a “acreditar” em muitas coisas, mas não praticar tudo o que acreditamos. Jesus nos chama de tolos se ouvimos suas palavras e não as colocamos em prática. Não quero ser um tolo e tenho certeza de que os membros de sua igreja também não. Portanto, cabe a nós, líderes da igreja, garantir que cada crente possa viver seu chamado.

Sugiro três mudanças básicas para tornar isso uma realidade:

  1. Mude sua própria mentalidade. Comece a olhar para seus membros como Jesus fez com seus discípulos: ele viu potencial, grandeza, milagres, testemunhas poderosas e que Deus seria glorificado por meio deles. Olhe para eles como Paulo: eles eram seus filhos preciosos, servos fiéis, portadores da boa mensagem, novos convertidos encarregados de liderar as novas comunidades. Olhe para eles como Pedro fez: pedras vivas, casa espiritual, povo escolhido, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus. Depois de chamar os crentes de todas essas coisas bonitas, Pedro declara tão claramente para que serve tudo isso, que nunca podemos duvidar:

…a fim de proclamardes as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; pois você não era um povo, mas agora você é o povo de Deus;

  1. Mude a mentalidade dos membros da igreja. Comece a pregar este princípio. Desafie as pessoas a se aprofundarem na compreensão das implicações disso. Aproxime as pessoas de Deus para que possam receber revelação do alto. Promova a oração e o jejum. Convide o Espírito Santo para vir e mudar os corações. E, por favor, dê a ele a liberdade de fazê-lo. Que todos compreendamos que fomos salvos “para proclamar…”.
  2. Mudar as estruturas e programas da igreja. O que quer que estejamos fazendo como igreja que não cumpre isso é errado. E podemos até ir mais longe – qualquer coisa que não promova o objetivo principal de nossa vida também está errada. Tornou-se óbvio para muitos líderes que a igreja se tornou um fim em si mesma, já que a maior parte da energia, tempo e recursos são gastos para mantê-la viva. Esse não é o nosso chamado. Somos chamados a nos multiplicar e encher a terra com sua imagem (veja meu último blog). Então, a igreja precisa ser mudada. Estruturas, programas, tradições, rituais, ensinamentos, doutrinas. O que quer que esteja no caminho, deve ir ou ser radicalmente mudado. A igreja deve ser livre para se concentrar no que Deus nos chamou para ser e fazer: desafiar, treinar e equipar, apoiar, capacitar e enviar todos os crentes para cumprir seu chamado como sacerdotes reais de um Deus maravilhoso.

E bendito seja Seu glorioso nome para sempre; E que toda a terra seja cheia de Sua glória. Amém e Amém (Salmo 72:19)

Spanish blog:

¿Llamado para qué?

Por Roberto Botrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en @amazon.com en español, inglés, italiano, portugués y alemán)]

Si todos estamos de acuerdo con el “sacerdocio de todos los creyentes”, es un terreno común que todos los que llegan a la fe tienen un llamado de Dios. Por supuesto. Pero, ¿qué significa esto realmente? ¿La estructura de su iglesia muestra eso? ¿Promueve este concepto? ¿Están los miembros de la iglesia viviendo su llamado?

Como cristianos nos hemos acostumbrado a “creer” muchas cosas, pero no a practicar todo lo que creemos. Jesús nos llama necios si escuchamos sus palabras y no las ponemos en práctica. No quiero ser un tonto y estoy seguro de que tampoco los miembros de su iglesia. Así que depende de nosotros, líderes de la iglesia, garantizar que cada creyente pueda vivir su llamado.

Sugiero tres cambios básicos para que esto sea una realidad:

  1. Cambia tu propia mentalidad.Comienza a mirar a tus miembros como Jesús lo hizo con sus discípulos: vio potencial, grandeza, hacedores de milagros, testigos poderosos, y que Dios sería glorificado a través de ellos. Míralos como lo hizo Pablo: eran sus hijos preciosos, servidores fieles, portadores del buen mensaje, nuevos conversos encargados de guiar las nuevas comunidades. Míralos como Pedro: piedras vivas, casa espiritual, pueblo escogido, sacerdocio real, nación santa, pueblo adquirido por Dios. Después de llamar a los creyentes todas estas cosas hermosas, Pedro declara tan claramente para qué sirve todo esto, para que nunca lo dudemos:

…para que anunciéis las virtudes de Aquel que os llamó de las tinieblas a su luz admirable; porque vosotros en otro tiempo no erais pueblo, pero ahora sois pueblo de Dios;

  1. Cambiar la mentalidad de los miembros de la iglesia. Comience a predicar este principio. Desafíe a las personas a profundizar en la comprensión de las implicaciones de esto. Acerque a las personas a Dios para que puedan recibir revelación de lo alto. Promover la oración y el ayuno. Invita al Espíritu Santo a que venga y cambie los corazones. Y, por favor, dale la libertad de hacerlo. Que todos entendamos que fuimos salvados “para que podamos proclamar…”.
  1. Cambiar las estructuras y programas de la iglesia. Cualquier cosa que estemos haciendo como iglesia que no cumpla con esto está mal. E incluso podríamos ir más allá: cualquier cosa que no promueva el propósito principal de nuestra vida también está mal. Se ha vuelto obvio para muchos líderes que la iglesia se convirtió en un fin en sí misma, ya que la mayor parte de la energía, el tiempo y los recursos se gastan en mantenerla viva. Ese no es nuestro llamado. Estamos llamados a multiplicarnos y llenar la tierra con su imagen (ver mi último blog). Entonces, la iglesia necesita ser cambiada. Estructuras, programas, tradiciones, rituales, enseñanzas, doctrinas. Cualquier cosa que se interponga en el camino, debe desaparecer o cambiar radicalmente. La iglesia debe ser libre para enfocarse en lo que Dios nos ha llamado a ser y hacer: desafiar, capacitar y equipar, apoyar, empoderar y enviar a todos los creyentes a cumplir con su llamado como sacerdotes reales de un Dios maravilloso.

Y bendito sea Su glorioso nombre para siempre; Y que toda la tierra se llene de su gloria. Amén y Amén (Salmo 72:19)

    

Saved and Called

By Roberto Bottrel [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available@amazon.com in English, Portuguese, Spanish, Italian and German)]

join with me in suffering for the gospel according to the power of God, who saved us and called us with a holy calling, not according to our works, but according to His own purpose and grace…

2 Timothy 1:8-9

I believe that all who are saved are also called by God to live a life that has one main objective. It is exactly why we were created by him in the first place:

So God created man in His own image, in the image of God He created him; male and female He created them. 

God blessed them; and God said to them, “Be fruitful and multiply, and fill the earth, and subdue it;

Genesis 1:27-28 NASB

We were created in His own image and we are called to multiply ourselves into others, who will also be his own image. We are called to fill the earth with his glory. 

Because of sin, we need to be redeemed, born again, and restored to be able to reflect his glory once more. Therefore, all those who are saved are brought back to the original purpose of creation. 

So it doesn’t make any sense to consider that only some of the believers have a calling, or even that some have a higher calling than others. We have different tasks, spiritual gifts, talents, capacities, and responsibilities, but the same calling. And this calling doesn’t depend on us or on our works, “but according to His own purpose and grace…”

So, let’s stop thinking that any of us are of a special breed. And that others could never do what we do. That looks more like the Pharisees than like Jesus. Remember that Jesus looked at his disciples – all common people – and saw that they could do what he was doing – and even greater. After Jesus had passed on his mission to his disciples, they still didn’t look that nice. What did the leaders of Israel think about Simon and John, while they were inquiring about them?

Now as they observed the confidence of Peter and John and understood that they were uneducated and untrained men, they were amazed and began to recognize them as having been with Jesus.

Acts 4:13 NASB

They were not much. Not at all. But, they had been with Jesus. And it is the same for all believers. We are all just jars of clay carrying an amazing treasure, all redeemed children of God called to multiply his own image to this world in need. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Salvos e Chamados

Por Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a serem fazedoras de discípulos através de células que multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplicação, o desafio do cristianismo, do líder e da Igreja (disponível na loja central.online no Brasil e em @amazon.com em Português, Inglês, Espanhol, Italiano e Alemão]

… junte-se a mim no sofrimento pelo evangelho segundo o poder de Deus, que nos salvou e nos chamou com uma santa vocação, não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça…
2 Timóteo 1:8-9

Acredito que todos os que são salvos também são chamados por Deus para viver uma vida que tem um objetivo principal. É exatamente por isso que fomos criados por ele em primeiro lugar:

Assim, Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou.
Deus os abençoou; e Deus lhes disse: “Sede fecundos e multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a;

Gênesis 1:27-28 NASB

Fomos criados à Sua própria imagem e somos chamados a multiplicar-se em outros, que também serão sua própria imagem. Somos chamados a encher a terra com sua glória.

Por causa do pecado, precisamos ser redimidos, nascidos de novo e restaurados para podermos refletir sua glória mais uma vez. Portanto, todos aqueles que são salvos são trazidos de volta ao propósito original da criação.

Portanto, não faz sentido considerar que apenas alguns dos crentes têm um chamado, ou mesmo que alguns tenham um chamado mais alto do que outros. Temos diferentes tarefas, dons espirituais, talentos, capacidades e responsabilidades, mas a mesma vocação. E esse chamado não depende de nós ou de nossas obras, “mas segundo o seu próprio propósito e graça…

Então, vamos parar de pensar que qualquer um de nós é de uma raça especial. E que os outros nunca poderiam fazer o que fazemos. Isso se parece mais com os fariseus do que com Jesus. Lembre-se que Jesus olhou para seus discípulos – todos pessoas comuns – e viu que eles podiam fazer o que ele estava fazendo – e ainda mais. Depois que Jesus passou sua missão para seus discípulos, eles ainda não pareciam tão bonitos. O que os líderes de Israel pensaram sobre Simão e João, enquanto eles perguntavam sobre eles?

Agora, ao observarem a confiança de Pedro e João e compreenderem que eram homens incultos e inexperientes, ficaram maravilhados e começaram a reconhecê-los como tendo estado com Jesus.
Atos 4:13 NASB

Eles não eram muito. De jeito nenhum. Mas, eles tinham estado com Jesus. E é o mesmo para todos os crentes. Somos todos apenas vasos de barro carregando um tesouro incrível, todos filhos redimidos de Deus chamados a multiplicar sua própria imagem a este mundo necessitado.

Spanish blog:

Salvados y llamados

Por Roberto Botrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en @amazon.com en español, inglés, italiano, portugués y alemán)]

“únete a mí en las aflicciones por el evangelio según el poder de Dios, quien nos salvó y llamó con llamamiento santo, no conforme a nuestras obras, sino según el propósito suyo y la gracia…”
2 Timoteo 1:8-9

Creo que todos los que se salvan también son llamados por Dios a vivir una vida que tiene un objetivo principal. Es exactamente por eso que fuimos creados por él en primer lugar:

Así creó Dios al hombre a su imagen, a imagen de Dios lo creó; varón y hembra los creó.
Dios los bendijo; y les dijo Dios: Fructificad y multiplicaos, y llenad la tierra, y sojuzgadla;
Génesis 1:27-28 NVI

Fuimos creados a su propia imagen y estamos llamados a multiplicarnos en otros, que también serán su propia imagen. Estamos llamados a llenar la tierra con su gloria.

Debido al pecado, necesitamos ser redimidos, nacidos de nuevo y restaurados para poder reflejar su gloria una vez más. Por lo tanto, todos los que se salvan son devueltos al propósito original de la creación.

Por lo tanto, no tiene ningún sentido considerar que solo algunos de los creyentes tienen un llamado, o incluso que algunos tienen un llamado más alto que otros. Tenemos diferentes tareas, dones espirituales, talentos, capacidades y responsabilidades, pero el mismo llamado. Y este llamado no depende de nosotros ni de nuestras obras, “sino según el propósito suyo y la gracia…”

Entonces, dejemos de pensar que cualquiera de nosotros es de una raza especial. Y que otros nunca podrían hacer lo que hacemos. Eso se parece más a los fariseos que a Jesús. Recuerde que Jesús miró a sus discípulos, toda la gente común, y vio que podían hacer lo que él estaba haciendo, y aún más. Después de que Jesús pasó su misión a sus discípulos, todavía no se veían tan bien. ¿Qué pensaron los líderes de Israel acerca de Simón y Juan, mientras preguntaban por ellos?

Ahora bien, cuando observaron la confianza de Pedro y Juan y entendieron que eran hombres sin educación y sin preparación, se asombraron y comenzaron a reconocer que habían estado con Jesús.
Hechos 4:13 LBLA

No eran mucho, para nada. Pero, habían estado con Jesús. Y es lo mismo para todos los creyentes. Todos somos vasijas de barro que llevan un tesoro asombroso, todos los hijos redimidos de Dios llamados a multiplicar su propia imagen a este mundo necesitado.

    

Never Stop Growing: Lessons from J.I Packer

Living in Victory: 9 Spiritual Truths for Transformation and Renewal

The famous J.I. Packer died on July 17, 2020 at the age of 93. Packer was a modern-day hero of the faith and is probably most remembered for his best-selling book, Knowing God.

One thing I appreciated about J.I. Packer was that he never stopped growing in his faith. At the age of 89 he was no longer able to read, travel, or speak because of his failing eyesight, yet at that time he said in an interview,

God knows what he is doing, and some good, something for his glory, is going to come out of it. I find it more possible to concentrate on God himself and his plans, purposes, and performance than I used to do. I suppose that all these things have rooted themselves more deeply in my mind and heart. And I trust there’s less superficiality than there used to be.

Like J.I. Packer, God wants all believers to continually grow in their faith and trust him in every circumstance. Leadership, in fact, is an overflow of the spiritual journey with Christ. 

Cell churches encourage each believer to attend cell and celebration. The next step is the equipping track that might last from 4 months to one year. Being part of a leadership cell team is another important step in the process of becoming a disciple of Jesus Christ. Receiving someone else’s coaching is also essential in the growth process. 

But becoming like Jesus doesn’t stop there! Like J.I. Packer, cell leaders, like all believers need to continually grow in the grace and knowledge of our Lord Jesus Christ. We respond to the Holy Spirit daily until, like J.I. Packer, he takes us home.

I’ve been a believer for almost 49 years, but every day I become a little more like Jesus and a little less like the old Joel Comiskey. Just this morning, for example, Jesus convicted me of legalism and a controlling spirit. I repented and will continually be responding to the Holy Spirit until he takes me home. Perfection will only take place after departing from this life.

If you are a cell group leader, remember that you are on a journey. You have not arrived. I urge you to spend time with God daily (Matthew 6:5-6), allowing the Holy Spirit to fill you and guide you. Pray without ceasing (1 Thessalonians 5:16-18) and remember to listen to God’s prompting throughout the day. 

In my book Living in Victory I lay out some of the prominent spiritual themes in my own journey with Christ. 

J.I. Packer is now in glory, enjoying the presence of God and in perfect bliss. May we be encouraged by his life and ministry to continually grow closer to Jesus Christ until he takes us home.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Nunca pare de crescer: lições de J.I Packer

Por Joel Comiskey,  Living in Victory: 9 Spiritual Truths for Transformation and Renewal

O famoso J. I. Packer morreu em 17 de julho de 2020 aos 93 anos. Packer era um herói moderno da fé e provavelmente é mais lembrado por seu livro mais vendido, O Conhecimento de Deus.

Uma coisa que eu apreciei em J.I. Packer foi que ele nunca parou de crescer em sua fé. Aos 89 anos, ele não era mais capaz de ler, viajar ou falar por causa de sua visão fraca, mas naquela época ele disse em uma entrevista:

Deus sabe o que está fazendo, e algum bem, algo para sua glória, sairá disso. Acho mais possível me concentrar no próprio Deus e em seus planos, propósitos e desempenho do que costumava fazer. Suponho que todas essas coisas se enraizaram mais profundamente em minha mente e em meu coração. E acredito que há menos superficialidade do que costumava haver.

Como J. I. Packer, Deus quer que todos os crentes cresçam continuamente em sua fé e confiem nele em todas as circunstâncias. A liderança, de fato, é um transbordamento da jornada espiritual com Cristo.

As igrejas em células encorajam cada crente a frequentar a célula e a celebração. O próximo passo é a pista de equipamento que pode durar de 4 meses a um ano. Fazer parte de uma equipe de célula de liderança é outro passo importante no processo de se tornar um discípulo de Jesus Cristo. Receber o coaching de outra pessoa também é essencial no processo de crescimento.

Mas tornar-se como Jesus não para por aí! Como J. I. Packer, os líderes de célula, como todos os crentes, precisam crescer continuamente na graça e no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. Respondemos ao Espírito Santo diariamente até que, como J.I. Packer, ele nos leva para casa.

Sou crente há quase 49 anos, mas a cada dia me torno um pouco mais como Jesus e um pouco menos como o velho Joel Comiskey. Ainda esta manhã, por exemplo, Jesus me condenou por legalismo e um espírito controlador. Eu me arrependi e estarei continuamente respondendo ao Espírito Santo até que ele me leve para casa. A perfeição só acontecerá após a partida desta vida.

Se você é um líder de células familiares, lembre-se que você está em uma jornada. Você não chegou. Exorto você a passar tempo com Deus diariamente (Mateus 6:5-6), permitindo que o Espírito Santo o encha e o guie. Ore sem cessar (1 Tessalonicenses 5:16-18) e lembre-se de ouvir a inspiração de Deus ao longo do dia.

Em meu livro Living in Victory (Vivendo em Vitória) [tradução livre], exponho alguns dos temas espirituais proeminentes em minha própria jornada com Cristo.

J.I. Packer está agora na glória, desfrutando da presença de Deus e em perfeita felicidade. Que possamos ser encorajados por sua vida e ministério a crescer continuamente mais perto de Jesus Cristo até que ele nos leve para casa.

Spanish blog:

Nunca dejes de crecer: lecciones de J.I Packer

Por Joel Comiskey, Viviendo en Victoria: 9 Verdades Espirituales para Transformación y Renovación

El famoso J.I. Packer murió el 17 de julio de 2020 a la edad de 93 años. Packer fue un héroe moderno de la fe y probablemente sea más recordado por su libro más vendido, Conociendo a Dios.

Una cosa que aprecié de J.I. Packer fue que nunca dejó de crecer en su fe. A la edad de 89 años ya no podía leer, viajar o hablar debido a su vista defectuosa, sin embargo, en ese momento dijo en una entrevista:

Dios sabe lo que está haciendo, y algo bueno, algo para su gloria, va a salir de ello. Me resulta más posible concentrarme en Dios mismo y en sus planes, propósitos y desempeño que antes. Supongo que todas estas cosas se han arraigado más profundamente en mi mente y en mi corazón. Y confío en que haya menos superficialidad que antes.

como J. I. Packer, Dios quiere que todos los creyentes crezcan continuamente en su fe y confíen en él en cada circunstancia. El liderazgo, de hecho, es un desbordamiento del camino espiritual con Cristo.

Las iglesias celulares animan a cada creyente a asistir a la célula ya la celebración. El siguiente paso es la pista de equipamiento que puede durar de 4 meses a un año. Ser parte de un equipo celular de liderazgo es otro paso importante en el proceso de convertirse en un discípulo de Jesucristo. Recibir el asesoramiento de otra persona también es fundamental en el proceso de crecimiento.

¡Pero llegar a ser como Jesús no se detiene allí! como J. I. Packer, los líderes celulares, como todos los creyentes, necesitan crecer continuamente en la gracia y el conocimiento de nuestro Señor Jesucristo. Respondemos al Espíritu Santo diariamente hasta que, como J.I. Packer, nos lleva a casa.

Soy creyente desde hace casi 49 años, pero cada día me parezco un poco más a Jesús y un poco menos al viejo Joel Comiskey. Justo esta mañana, por ejemplo, Jesús me convenció de legalismo y de un espíritu controlador. Me arrepentí y estaré continuamente respondiendo al Espíritu Santo hasta que me lleve a casa. La perfección solo tendrá lugar después de partir de esta vida.

Si eres líder de un grupo celular, recuerda que estás en un viaje. No has llegado, Te insto a que pases tiempo con Dios diariamente (Mateo 6:5-6), permitiendo que el Espíritu Santo te llene y te guíe. Ora sin cesar (1 Tesalonicenses 5:16-18) y recuerda escuchar las indicaciones de Dios a lo largo del día.

En mi libro Viviendo en Victoria, expongo algunos de los temas espirituales prominentes en mi propio camino con Cristo. JI. Packer ahora está en la gloria, disfrutando de la presencia de Dios y en perfecta felicidad. Que su vida y ministerio nos animen a acercarnos continuamente a Jesucristo hasta que nos lleve a casa.