Escondido nos bairros novos de Odivelas, aqueles onde existe efectiva urbanização, ao contrário do que se passa na parte da cidade que tem mais de 20 anos, encontramos o restaurante italiano Angelus que, para mim, está no topo dos sítios onde se ...

Click here to read this mailing online.

Your email updates, powered by FeedBlitz

 
Here is a sample subscription for paulosneves@gmail.com


"Os 3 Pratos" - 5 new articles

  1. Angelus Pizzaria
  2. I Sapori d' Italia - Pizzeria Ristorante
  3. Alecrim às Flores
  4. 下北沢のバー
  5. Belcanto
  6. More Recent Articles

Angelus Pizzaria



Escondido nos bairros novos de Odivelas, aqueles onde existe efectiva urbanização, ao contrário do que se passa na parte da cidade que tem mais de 20 anos, encontramos o restaurante italiano Angelus que, para mim, está no topo dos sítios onde se come uma boa pizza na área de Lisboa.
As ditas vêm em dois tamanhos, grande e pequeno, para mim e para a minha cara-metade chega bem uma pequena a dividir pelos dois, mas a maior parte dos casais divide uma grande ou pede uma pequena para cada um.

Para quem gosta de banana e natas nas pizzas, a Sofia Loren - é o nome - é divinal.

Também se pode optar por pratos de massas que, embora não sejam brilhantes, são bastante razoáveis, e por bifes ou picanha muito bem confeccionados e acompanhados. Ainda na carne, pode-se escolher uns supremos de frango que é uma especialidade da casa.

A sangria é também bastante boa e recomendo um pão de alho Angelus como entrada.

As sobremesas têm vindo a subir de qualidade ao longo dos anos. Recomendo vivamente o Crepe Al Baleys e o Pecado, sendo que este é um fondant de chocolate com a habitual bola de gelado... muito bom mesmo.

Também têm sistema de take-away de pizzas.

Como pontos negativos temos uma garrafeira muito pobre e uma acústica péssima que torna o espaço muito, mas muito barulhento mesmo. Isto, e as pessoas que se vão acumulando à porta à espera de mesa, estraga qualquer ambiente romântico - ainda assim é o mais romântico de Odivelas - para o que até tem potencial 8-))

Fecha à Segunda.
Custo por pessoa: cerca de € 12
    

I Sapori d' Italia - Pizzeria Ristorante


Fui (e vim) recentemente a Barcelona a trabalho e precisava de encontrar um local para almoçar no máximo em uma hora, com qualidade (nada de tapas nem de bocadillos, pizzas ou hamburgueres) e dei de caras com este agradável restaurante italiano na Calle Aribau, 152 (Tel. 932 174 708).

Não foi amor à primeira vista, pois ainda andei para cima e para baixo na "calle", à procura de algo mais catalão, até me decidir por entrar, já que não havia mais nada que me despertasse a atenção e, como disse, estava com pressa.

É um daqueles sítios em Espanha em que nos "obrigam" a escolher primeiro e segundo prato... e para cada "round" havia várias opções, mas diferentes, i.e. não se podia escolher dois pratos do segundo ou dois do primeiro... já me disseram que isto é normal... mas para mim foi algo estranho.

Lá acabei por comer um risotto de moelas estufadas deliciosas e uns escalopines a la marsala. Muito bom.

Como entrada vieram umas mini-pizzas óptimas.

Fiquei a abarrotar, pois servem muito bem (um prato chega bem para almoço de dia normal de semana).

A decoração é muito castiça e acolhedora e o serviço é rápido, atencioso e bom.

Boa opção para quem andar na zona.

    

Alecrim às Flores

É dos bons restaurantes que Lisboa viu nascer nos últimos tempos, e é dos melhores em termos de relação qualidade preço (vide Roteiro Expresso).


O Chefe é o Ricardo do Canto, um talentoso auto-didata, que conhece bem a cozinha portuguesa e tem a arte e o bom gosto de adaptar à modernidade, valorizando sempre os nossos sabores tradicionais. Mas este Chefe, sendo também um interessado pela cozinha italiana, é bem capaz de nos surpreender com algumas fusões muito interessantes, utilizando sempre produtos de base nacionais (como bom Português que é).


Tem a grande vantagem de se saber que ali os produtos são frescos e de uma óptima qualidade. Aliás, cheguei a ser privado de um maravilhoso gelado Eusébio, pelo simples facto de, nessa manhã, o Chefe não ter encontrado framboesas a seu gosto no mercado.


Como desvantagens, creio que poderemos apontar uma garrafeira em que faltam alguns vinhos de grande qualidade (como o Quinta de Foz de Arouce - vinhas de Sta. Maria, para puxar a brasa à minha sardinha!).


Fica num espaço muito simpático e bem recuperado, no n.º 4 da Travessa do Alecrim. O site é o http://www.alecrimasflores.com/ e o tele fone o 21 322 53 68.


Se reservarem mesa, digam que vão por recomendação expressa da Confraria Lusitana de Cozinha.


Aquele abraço.
    

下北沢のバー


Também conhecido por Shimo-Kitazawa Bar. A maior parte dos leitores não deve conhecer este restaurante, mas é um dos meus preferidos. Situa-se nos arredores de Tokyo, no bairro de Shimo-Kitazawa.

É o local ideal para ir "matar a fome" depois de uma incursão nos meandros da noite nipónica. O "chef" é o famoso 炊飯器-san, o qual resolveu abrir, em sociedade com o antigo proprietário do Kawaramachi , este novo conceito de "pret-a-manger".

O espaço encontra-se decorado com muito gosto, num estilo entre o asiático Norte Koreano e o Japonês clássico. É um local "trendy", com bom ambiente e muitos jovem à procura da sua "mizuange". O ideal para quem gosta de trabalhar noite dentro ou para quem gosta de jantar mais tarde, sem pressa nem preocupações. Está aberto até as 6 horas da manhã!

As pastas e os curries são únicos! Optei por comer uma pasta (tipo "lasagne") com chaputa crua. Divinal! Para beber, continuei no Sakê. Diga-se: Excelente!

Para quem gosta de Japoneses, este é o sítio.

O Preço é bastante caro, em média, Euros 120 por pessoa.

Aconselho a reservar com alguma antecedência. O costume é antes de ir para a noite passar lá a marcar. Também podem marcar através da internet ou através de telefone.

P.S. Tem Karaoke.


    

Belcanto

Tempos houve em que as Senhoras não entravam. Ainda hoje, as saias raramente se vêem. O ambiente é conservador e o serviço de primeira. A primeira que vez lá entrei fiquei com a sensação que tinha viajado no tempo 40 ou 50 anos para trás, não só pela arquitectura e decoração da sala mas também por causa da frequência e dos trajes dos funcionários. Os empregados de mesa são criados e a máxima "o cliente tem sempre razão" aplica-se em toda a sua plenitude. Quanto à comida, nada a apontar. O que lá há é (muito) bem feito. Para quem seja uma estreia, aconselho vivamente o Strogonoff, devidamente acompanhado por ovo mexido. Só um reparo quanto ao vinho da casa, que por vezes não acompanha a qualidade da refeição. É daqueles locais para ir ficando, sem pressas, à espera que o calor lá fora diminua. Contem deixar 25/30 euros no final do repasto, mais do que merecidos. De seguida, o regresso ao trabalho ou, para quem pode, um passeio pelo Chiado.
    

More Recent Articles


You Might Like

Click here to safely unsubscribe from "Os 3 Pratos."
Click here to view mailing archives, here to change your preferences, or here to subscribePrivacy